SEJA BEM VINDO(A) - COMUNIDADE CATÓLICA DE ALIANÇA SAGRADA FAMÍLIA: LEVANDO JESUS AS FAMÍLIAS PELA AÇÃO DO ESPÍRITO SANTO!

segunda-feira, 15 de junho de 2015

Dar ouvidos aos bons Conselhos




A Palavra meditada hoje está em
Eclesiástico 37,7.15-19:


“Não te aconselhes com quem te arma ciladas, e dos que te invejam esconde teu plano. Ao contrário, freqüenta quem é temente a Deus, todo aquele que souberes que observa os mandamentos, cujo ânimo é semelhante ao teu e que, quando titubeares nas trevas, sofrerá contigo. E não duvides do que te aconselha o coração, pois não tens ninguém mais fiel a ti do que ele [coração]. De fato, o ânimo do homem intui às vezes melhor as coisas do que sete sentinelas postadas no alto para vigiar. Em todas estas coisas suplica ao Altíssimo para que dirija teu caminho na verdade.”


Dar e receber um conselho é algo tão importante a ponto de haver uma menção especial sobre esse assunto nas Sagradas Escrituras. A tentação quer fechar nossos ouvidos para os bons conselhos, pois, quem não busca se aconselhar, dá ouvidos a estímulos errados.

Devemos predispor nosso coração a receber conselhos, mesmo quando o que escutamos não seja o que quereríamos ouvir. Para nos seduzir o maligno nos diz aquilo que desejamos. A verdade liberta e o sofrimento, que talvez possa ser causado por ela, é passageiro. Em contrapartida a mentira nos faz desperdiçar tempo e os danos causados por ela só machucam nosso coração. Viver de fantasias e ilusões nos impede de viver uma vida verdadeira.

Se tivermos um inimigo não deveremos nos abrir com ele nem lhe contar as nossas fraquezas. O invejoso não deseja nossa felicidade, por isso escondamos os nossos planos daqueles que não querem nosso bem. Sejamos transparentes somente com aqueles que nos amam.

Cada um de nós possui necessidades e fraquezas. Possuímos necessidade de ser ouvidos e orientados, no entanto, não devemos escutar a tentação que sopra em nosso coração o mau conselho.

Contudo, algumas vezes, não aceitamos conselhos por sermos orgulhosos. Não deixemos que o orgulho nos afaste de quem quer nosso bem e muito menos fiquemos com raiva daqueles que, por amor, nos corrigem.

Quando não nos pedirem conselhos não deveremos os dar, a não ser que seja caso de vida ou morte ou se a pessoa aconselhada estiver sob nossa responsabilidade. A grande artimanha do demônio é fazer com que desconfiemos das pessoas que vêm nos aconselhar por querer apenas nosso bem.

Peçamos ao Senhor que, pelo Espírito Santo, nossa intuição seja purificada. O Altíssimo nos ajudará a nos livrar das ciladas que o inimigo nos colocar.


Márcio Mendes
Missionário da Comunidade Canção Nova

Nenhum comentário:

Postar um comentário