SEJA BEM VINDO(A) - COMUNIDADE CATÓLICA DE ALIANÇA SAGRADA FAMÍLIA: LEVANDO JESUS AS FAMÍLIAS PELA AÇÃO DO ESPÍRITO SANTO!

quarta-feira, 25 de março de 2015

Anunciação do Senhor

Deus que no decorrer dos séculos, tinha encarregado os profetas de transmitir aos homens a Sua palavra, ao chegar a plenitude dos tempos, determina enviar-lhes o Seu próprio Filho, o Seu Verbo, a Palavra feita Carne.



Contudo, o Pai das misericórdias quis que a Encarnação fosse precedida da aceitação por parte daquela que Ele predestinara para Mãe, para que, assim como uma mulher contribuiu para a morte, também outra mulher contribuísse para a vida» (Lumen gentium, 56).

No momento da Anunciação, através do Anjo Gabriel, Deus expõe portanto, a Maria os Seus desígnios. E Maria, livre, consciente e generosamente, aceita a vontade do Senhor a seu respeito, realizando-se assim o mistério da Incarnação do Verbo. Nesse momento, com efeito, a segunda Pessoa da Santíssima Trindade começa a Sua existência humana. O filho de Deus faz Se Filho do Homem. O Deus Altíssimo torna-Se o «Deus connosco».

Ao celebrar este mistério, precisamente nove meses antes do Natal, a Solenidade da Anunciação orienta-nos já para o Nascimento de Cristo. No entanto, a Encarnação está intimamente unida à Redenção. Por isso, as Leituras (especialmente a segunda) introduzem-nos já no Mistério da Páscoa.

Essencialmente festa do Senhor, a Anunciação não pode deixar de ser, ao mesmo tempo, uma festa perfeitamente mariana. Na verdade, foi pelo sim de Maria que a Encarnação se realizou, a nova Aliança se estabeleceu e a Redenção do mundo pecador ficou assegurada.

“A humildade foi assumida pela majestade; a fraqueza, pela força; a mortalidade, pela eternidade.”

Com alegria contemplamos o Mistério do Deus Todo-Poderoso, que na origem do Mundo cria todas as coisas com sua Palavra, porém desta vez escolhe depender da Palavra de um frágil ser humano, a Virgem Maria, para poder realizar a Encarnação do Filho Redentor:

No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem e disse-lhe: ‘Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo.’ Não temas , Maria, conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. Maria perguntou ao anjo: ‘Como se fará isso, pois não conheço homem?’ Respondeu-lhe o anjo:’ O Espírito Santo descerá sobre ti. Então disse Maria: ‘Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tu palavra’” (cf. Lc 1,26-31.34s.38).

Sendo assim, hoje é o dia de proclamarmos: “E o Verbo se fez carne e habitou entre nós” (Jo 1,14a). E fazermos memória do início oficial da Redenção de TODOS, devido à plenitude dos tempos. É o momento histórico, em que o SIM do Filho ao Pai precedeu o da Mãe: “Então eu disse: Eis que venho (porque é de mim que está escrito no rolo do livro), venho, ó Deus, para fazer a tua vontade” (Hb 10,7). Mas não suprimiu o necessário SIM humano da Virgem Santíssima.

Cumprindo desta maneira a profecia de Isaías: “Por isso, o próprio Senhor vos dará um sinal: uma virgem conceberá e dará à luz um filho, e o chamará Deus Conosco” (Is 7,14). Por isso rezemos com toda a Igreja:

“Ó Deus, quisestes que vosso Verbo se fizesse homem no seio da Virgem Maria; dai-nos participar da divindade do nosso Redentor, que proclamamos verdadeiro Deus e verdadeiro homem. Por nosso Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo”.

Fonte: http://www.comshalom.org/anunciacao-do-senhor/

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 

REZE A NOVENA EM HONRA A SANTA GRAVIDEZ DE MARIA


Para ser rezada diariamente, durante 9 meses: de 25 de março até 25 de dezembro, ou seja, da
Anunciação até o Natal do Senhor; ou, então, todo dia 25 de cada mês, por 9 meses ou em 9 dias consecutivos.

Oração: Ó Maria, Virgem Imaculada, / Porta do Céu e Causa de Nossa Alegria, / respondendo com generosidade ao anúncio do Arcanjo São Gabriel, / Vós pudestes dar curso ao plano de Deus para a minha salvação. / Vós fostes, pela Providência Santíssima, / desde toda a eternidade, / constituída Vaso de Eleição e morada dígna do Verbo de Deus Encarnado. / Pelo vosso “sim” e felicidade ao Pai Celeste, / o Espírito Santo cedeu em vossas entranhas,/ Nosso Senhor, Javé Salvador.

Eis que desejando que o Filho de Deus, que quis nascer de Vós / nasça também em meu coração, / e conceda-me o perdão de meus pecados, / prostro-me aos vossos pés e vos imploro, / Nossa Senhora Aquiropita, Aparecida e Rosa Mística, com todo o fervor de minh’alma, / que vos digneis alcançar-me, / do vosso Amadíssimo Filho, a graça que tanto necessito: ( Fazer o pedido).

Ouvi minha súplica, ó Virgem Santíssima,/ Nossa Senhora de Caná e de Pentecostes./ Vós que, perante o Trono da Graça, sois a “Onipotência Suplicante”, /enquanto vou considerando com reverência e filial afeto / todos os momentos de dor e de alegria, / de desolação e de providência,/ que vos acompanharam em vossa bendita, augusta e singular Gestação / na qual trouxestes em vosso ventre o Filho do Deus Altíssimo Mãe da obediência e Medianeira de todas as graças, / Vós esperastes o tempo necessário / para trazer ao mundo o Rei do universo. /

Eis que, com fé e fidelidade,/aguardo a graça que vos suplico, / embora me pareça muito difícil de acontecer,/ impossível ou até demorada para chegar. / Ajudai-me, pois, ó Mãe da ternura, / Virgem do silêncio e da escuta,/ a sofrer em santa espera o tempo e as demoras de Deus,/ com sobriedade de vida, / alegria e perseverança. /

Fazei que eu jamais desanime ou seja pelo inimigo vencido./ Conduzi-me ao Paraíso de vosso dulcíssimo Jesus,/ e passai à frente, / ó Mãe Desatadora dos Nós, / de cada uma de minhas necessidades, perigos ou aflições,/ desatando e desembaraçando por vossa força e poder/ um por um dos nós que eu,/ o mundo ou o nosso inimigo comum / causamos na minha vida, caminhada e vocação.

E se não bastassem os meus pecados, / ó Senhora dos Remédios, do Bom Parto e do Perpétuo Socorro,/ ainda vos peço,/ em virtude de vossos cuidados e suplícios para com Jesus em vosso ventre, por todas as mães grávidas, para que tenham uma boa hora,/ e também por todas aquelas que passam por uma gestação delicada, / pelas que são atormentadas pela idéia de abortar seus filhos / e pelas que não podem ou não conseguem tê-los.

Ó Senhora do Carmo, das Dores e da Defesa, /mão e colo que embalaram Jesus, / consolai todas as mães / que rezam pela volta de seus filhos / ao lar e aos bons costumes. / Recompensai as mães / que geram filhos para Deus, / instruindo-os na fé ou entregando-os para a vida sacerdotal e religiosa. Nossa Senhora da Anunciação, rogai por nós. Nossa Senhora de Belém, rogai por nós.

Nossa Senhora da Anunciação, rogai por nós.

Nossa Senhora de Belém, rogai por nós.


• Para causas que parecem difíceis, impossíveis ou demoradas.

• Rezar 9 Ave-Marias, em honra de cada um dos 9 meses em que Jesus esteve no ventre de Nossa Senhora, acompanhadas da seguinte jaculatória:

 “Benditas sejam a Santa Gravidez e a Imaculada Conceição da bem- aventurada sempre Virgem Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe.”


Fonte: http://arqlondrina.com.br/ExibirNoticia.aspx?cod=523

Nenhum comentário:

Postar um comentário